Cristão Luterano
Bem-vindo Visitante!

IMPORTANTE! LEIA!

Faça seu cadastro e tenha liberdade para ler todos os tópicos do fórum Cristão Luterano. Aproveite o cadastro para conhecer e aprender.

_________________________
crscapixaba-admin
ADMINISTRADOR





Leia as CONDIÇÕES E REGRAS do Fórum:


Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Jeremias 1.4-10
Ter Jan 29, 2013 5:23 pm por crscapixaba-admin

» Lucas 4.14-21
Ter Jan 29, 2013 5:15 pm por crscapixaba-admin

» 1 Coríntios 12.1-11
Ter Jan 29, 2013 5:12 pm por crscapixaba-admin

» Lucas 2.15-21
Ter Jan 29, 2013 4:58 pm por crscapixaba-admin

» Lucas 3.15-17, 21-22
Ter Jan 29, 2013 4:44 pm por crscapixaba-admin

» Sofonias 3.14-20
Sex Dez 14, 2012 9:26 am por crscapixaba-admin

» 1 Tessalonicenses 3.9-13
Qua Nov 28, 2012 9:32 am por crscapixaba-admin

» Marcos 13.1-8
Ter Nov 20, 2012 10:05 am por crscapixaba-admin

» 1 Reis 17.8-16
Sex Nov 09, 2012 4:02 pm por crscapixaba-admin

Tópicos mais ativos

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 16 em Sab Mar 30, 2013 10:02 am

Marcos 10.2-12

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Marcos 10.2-12

Mensagem por crscapixaba-admin em Ter Out 16, 2012 3:33 pm

19º Domingo após Pentecostes, 07.10.2012

Marcos 10:2-12, verfasst von Dione Baldus

"Que a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus o Pai/a Mãe, e a comunhão do Espírito Santo esteja contigo!"
Prezadas irmãs e irmãos!
Durante
uma bênção matrimonial, o pastor perguntou ao casal e à comunidade:
qual é o órgão do corpo humano que mais ajuda na vida matrimonial e qual
é o órgão que mais atrapalha? Depois de as pessoas escreverem em um
papel as suas respostas, o pastor deu a sua resposta: a língua. A língua
é o órgão do corpo humano que tem o poder de manter ou não os
relacionamentos entre as pessoas.
Você pode até
ficar surpreso/a num primeiro momento, mas, ao refletir, vai concordar
que o órgão que mais ajuda e mais atrapalha a vida é a língua. Talvez,
não a própria língua, mas as palavras que são pronunciadas que vem de
dentro do coração e que transmitem os sentimentos e o próprio caráter da
pessoa. De fato, as palavras proferidas podem colaborar para um
relacionamento saudável de crescimento espiritual e amoroso, como também
podem fomentar a separação de um casal, de uma família e de amigos,
trazendo grandes tristezas e sofrimentos.
O livro
de Provérbios traz grandes ensinamentos ligados à língua e à palavra,
entre eles destaco dois provérbios: "As palavras bondosas nos dão vida
nova, porém as palavras cruéis desanimam a gente" (Pv 15.4) e "O que
você diz pode salvar ou destruir uma vida; portanto, use bem as palavras
e você será recompensado (Pv 18.21). Esses textos destacam o quanto a
palavra pronunciada é importante e evoca os mais diferentes sentimentos
de quem fala e também da pessoa que é a ouvinte. O diálogo exercitado é
uma espécie de remédio para os sentimentos feridos e a compreensão
dentro do matrimônio e de outros relacionamentos.
Também
é uma Palavra, a Palavra de Deus, descrita no texto de Gênesis e lida
anteriormente, que reflete sobre a união matrimonial entre um homem e
uma mulher. Deus criou o homem e a mulher para se unirem e formarem uma
só pessoa, por isso eles deixam seus pais e suas mães para se tornarem
um só corpo. Essa união corresponde a uma aliança de afeição, diálogo,
aceitação e cuidado mútuo, compromisso de fidelidade, companheirismo,
intimidade e de um amor crescente e sustentador. A aliança, como símbolo
da união, tem o sentido da complementaridade, da continuidade e do
compromisso firmado.
No tempo de Jesus, e talvez
para algumas pessoas ainda hoje, a pergunta sobre o compromisso do
casamento está muito presente e traz um grande desafio. O crescente
número de separações e de uniões estáveis sem casamento nos leva a
refletir sobre o porquê desta aliança quebrada e também sobre o porquê
de muitas pessoas optarem por não assumir esse compromisso diante de
Deus.
É o próprio Jesus quem nos ajuda a
entender. Quando Jesus foi perguntado pelos fariseus sobre o divórcio,
ele argumentou de duas formas diferentes:
Primeiro:
lembrou que as separações acontecem devido à dureza dos corações
humanos. Se pensarmos na história inicial, diríamos: devido às palavras
que traduzem os sentimentos do coração duro. Um coração que só enxerga a
si mesmo, é egoísta, quer dominar e buscar somente seu próprio prazer,
externa esses sentimentos pelas palavras e ações. Normalmente, essas
atitudes afastam pessoas e corroem os relacionamentos. Em um
relacionamento matrimonial construído com estes sentimentos, o resultado
será a própria morte do relacionamento.
Essa
reflexão sobre a dureza do coração humano também serve para os jovens e
adolescentes que, em seus relacionamentos rápidos e múltiplos, não
aprendem a compreender, a ceder, a dialogar, a interagir com a outra
pessoa e também não aprendem o sentido do compromisso mútuo e da
partilha.
O segundo argumento de Jesus fala do
porque do casamento. Foi Deus quem criou o homem e a mulher para se
tornarem uma só carne. Para que pudessem ser o sustento, o apoio, o
ombro amigo um do outro. Para que pudessem crescer como indivíduos e
como casal partilhando a intimidade, o amor e a família. A Palavra de
Deus afirma "que ninguém separe o que Deus uniu".
Querida
comunidade! O compromisso firmado diante de Deus numa bênção
matrimonial tem importante valor na condução da vida matrimonial. As
pessoas que se colocam sob a vontade de Deus e buscam na espiritualidade
(oração, participação comunitária, reflexão bíblica) o crescimento como
pessoas individuais, família e também como casal, tem uma maior
possibilidade "de manter a união santa e indissolúvel até que a morte os
separe". E esse é o desejo de Deus - a construção de relacionamentos
sólidos, sinceros e felizes. Por isso Ele se coloca ao lado auxiliando,
fortalecendo e amparando todas as pessoas que o buscam com sinceridade.
Chamou-me
a atenção que, no texto do Evangelho, depois que Jesus dialoga com os
fariseus, são os discípulos que perguntam a Jesus sobre a questão do
divórcio. A Palavra de Jesus equipara os direitos e deveres entre os
maridos e as esposas, reforçando que o objetivo principal é de que a
união matrimonial seja indissolúvel. Manter essa união santa e
indissolúvel é compromisso tanto do homem como o da mulher e exige
esforço e vontade de cada parte.
No entanto, é
importante ressaltar que, se a união matrimonial, diante de muitas
tentativas, traz grande sofrimento para uma das partes, então, talvez o
melhor caminho seja a separação. Nesse sentido, reconhecer a sua própria
culpa na quebra de um relacionamento e colocar-se diante de Deus com o
pedido por perdão é uma atitude que colabora para a reconstrução da sua
própria vida e, quem sabe, a reconstrução da relação com alguém outro.
A
Igreja Evangélica de Confissão Luterana realiza a bênção matrimonial de
pessoas divorciadas porque crê que a confissão dos pecados e o clamor
pelo perdão são ouvidos por Deus. Deus estende a mão sobre os cansados e
os sobrecarregados e lhes concede alívio e recomeço. Assim, rogamos que
cada pessoa use das palavras vindas do coração para construir laços
eternos, que vencem as dificuldades, superam as tristezas e comemoram as
alegrias e dádivas sempre sob a vontade de Deus.
Na
carta aos Hebreus ouvimos ser a Palavra de Jesus a força que sustenta o
universo. Essa palavra nos lembra da dureza de nossos corações, do
propósito da criação do homem e da mulher para que se unam e formem um
só corpo. Ela nos lembra também da igualdade que Jesus estabelece para
homens e mulheres em direitos e deveres. É pela Palavra que somos
convidados e convidadas a construir relacionamentos sadios, sólidos,
duradouros, fiéis e comprometidos. Fazendo assim seremos exemplos de uma
vida cristã com espiritualidade que se coloca a serviço do Reino de
Deus.
Amém!


Pa. Dione Baldus
Maripá, PR, Brasil
E-Mail: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

_________________
crscapixaba-admin
_______________________________________
Administrador do forúm cristao-lutereno
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
crscapixaba-admin
Admin

Masculino Pontos : 1051
Reputação : 0
Data de nascimento* : 17/06/1986
Data de inscrição : 16/03/2011
Idade : 31
Residência* Residência* : Jaraguá do Sul - SC

http://cristaoluterano.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum