Cristão Luterano
Bem-vindo Visitante!

IMPORTANTE! LEIA!

Faça seu cadastro e tenha liberdade para ler todos os tópicos do fórum Cristão Luterano. Aproveite o cadastro para conhecer e aprender.

_________________________
crscapixaba-admin
ADMINISTRADOR





Leia as CONDIÇÕES E REGRAS do Fórum:


Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Jeremias 1.4-10
Ter Jan 29, 2013 5:23 pm por crscapixaba-admin

» Lucas 4.14-21
Ter Jan 29, 2013 5:15 pm por crscapixaba-admin

» 1 Coríntios 12.1-11
Ter Jan 29, 2013 5:12 pm por crscapixaba-admin

» Lucas 2.15-21
Ter Jan 29, 2013 4:58 pm por crscapixaba-admin

» Lucas 3.15-17, 21-22
Ter Jan 29, 2013 4:44 pm por crscapixaba-admin

» Sofonias 3.14-20
Sex Dez 14, 2012 9:26 am por crscapixaba-admin

» 1 Tessalonicenses 3.9-13
Qua Nov 28, 2012 9:32 am por crscapixaba-admin

» Marcos 13.1-8
Ter Nov 20, 2012 10:05 am por crscapixaba-admin

» 1 Reis 17.8-16
Sex Nov 09, 2012 4:02 pm por crscapixaba-admin

Tópicos mais ativos

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 16 em Sab Mar 30, 2013 10:02 am

Primeiro domingo da Quaresma - liturgia e pregação de Mateus 24.37-44.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Primeiro domingo da Quaresma - liturgia e pregação de Mateus 24.37-44.

Mensagem por crscapixaba-admin em Qui Mar 24, 2011 10:13 pm

SÍNODO ESPÍRITO SANTO A BELÉM
1º DOMINGO DE ADVENTO

ADVENTO: TEMPO DE PREPARAÇÃO E VIGÍLIA


LITURGIA DE ABERTURA
Acolhida: Bom dia, prezada comunidade! Quero saudar a todas e todos que
se fazem presentes nesta celebração, com as palavras do profeta
Isaías 9.1: “O povo que andava na escuridão viu uma forte luz; a luz
brilhou sobre os que viviam nas trevas”.
Nós, como comunidade que acolhe, queremos saudar as
pessoas que nos visitam, desejando-lhes boas-vindas. Que
vocês possam se sentir abraçados por Deus e pela presente
Comunidade.
É com alegria que hoje celebramos o 1º Domingo de
Advento e nos preparamos para recontar o nascimento de
Cristo. Cristo nasceu e nasce a todo instante, sendo assim,
preparar-nos para o Natal não precisa de tempo determinado, o
Espírito natalino deve ser algo presente em todos os dias da
nossa vida.

Saudação Trinitária: Nesta alegria, tenhamos a certeza de que Deus, Pai,
que sopra em nós a vida; que o Filho, que nasce em carne; e que o
Espírito Santo, que nos une, vivifica e nos transforma; se faz presente
entre nós, nos mostrando o verdadeiro sentido natalino em nossas
vidas. Amém.

Canto:

Confissão de pecados: Confessar a Deus os pecados é reconhecer que
somos falhos, que procuramos, arrependidos/as, o seu perdão. De pé,
façamos a nossa confissão:
(de pé)
Nesta manhã de Advento, Senhor, quando nos reunimos
para ouvir a boa-nova do teu nascimento entre nós, da tua
vinda, que nós possamos reconhecer a nossa falta de fé nas
promessas do Reino. Perdoe-nos, Senhor Deus, pela nossa
indiferença, por transformarmos esta época alegre e de
preparação natalina em momentos de desentendimentos com as
pessoas irmãs. Perdoa-nos, porque muitas vezes deixamos de
atender as necessidades das pessoas que sofrem, mendigam,
passam fome. Perdoa-nos porque muitas vezes não olhamos
para os nossos erros e criticamos as faltas cometidas pelos
outros. Como comunidade, acreditamos que somos pecadores e
por isso carecemos da tua misericórdia. Sobrevenha sobre nós o
teu Espírito, bondoso Deus, perdoe os nossos pecados que aqui
depositamos em palavras e pensamentos.
Antífona (cantada): Perdão, Senhor, perdão! (2x)

Absolvição: o perdão de Deus nos é presenteado quando reconhecemos que
“Jesus Cristo se deu a si mesmo por nós para nos livrar de toda a
maldade e fazer de nós um povo que pertence somente a Ele e que se
dedica a fazer o bem” (Tito 2.14). Amém.
(sentar)

Glória in Excelsis: “Glória a Deus nas alturas, e paz na terra entre as
pessoas”. Assim como os anjos fizeram em Belém, glorifiquemos ao
Deus menino que quer “nascer entre nós”, cantando:

Canto:
Dm Gm C7 F Dm Gm C7 F
/:Glória, glória, glória a Deus nas alturas
Dm Gm C7 F Dm Gm C7 F
Glória, glória, paz entre nós, paz entre nós.:\

Oração: Neste tempo de Advento, somos chamados/as para estar vigilantes
e em oração. É tarefa de cada um de nós prepararmos a chegada de
nosso Senhor, Jesus Cristo. Neste sentido, vamos abrir os nossos
corações a Deus num momento de oração.
(de pé)
Senhor Deus, Pai da eternidade. Criador que nos gerou e
nos nutre a cada instante de nossa vida. Humildemente nos
aproximamos de ti em oração para render-lhe graças por esta
vida que nos presenteaste. Obrigado por podermos estar
reunidos como irmãos e irmãs sob a proteção de tua palavra.
Por isto, clamemos ao Deus da vida que nos mantenha atentos, bem
preparados, e em constante vigília. Neste sentido é importante percebermos
a clareza das palavras de Cristo e do Apóstolo Paulo que nos querem
ensinar a sermos bondosos com todos e vigilantes, pois o Senhor Deus virá.
A expectativa da vinda de Jesus Cristo não deve nos assustar. Ela quer
somente nos alertar para que estejamos todos preparados.
Na graça desta palavra, sejamos vigilantes na espera. E que o Deus
Eterno nos acompanhe, nos guarde e nos abençoe. Amém.
Profissão de Fé: Professar o Credo Apostólico era uma maneira da
comunidade cristã revelar para o mundo qual o Deus que eles
acreditavam. Um Deus feito carne, salvador e humilde, que se coloca
ao lado da humanidade, guiando-a à plenitude do Reino.

Professemos...
(de pé)
C: Creio em Deus Pai...
(sentar)

Canto de Coleta:

Oração de Intercessão e Pai-Nosso:
Pastor: Senhor! Nosso mundo anseia por pessoas solidárias. Pedimos que
Tu nos guie na escuridão e ilumine em nós o gesto de acolhimento ao
outro. Por isso, cantamos:
Comunidade: Ouve nossa oração e atende a nossa súplica.
Pastor: Senhor! Oramos por todas as comunidades, igrejas e suas
lideranças. Concede que a espera e o preparo para a chegada do
Natal leve toda a igreja a pensar a sua postura diante do mundo.
Nosso pedido é que tu nos conduzas para a prática da justiça,
exercício do amor cristão e construção solidária do teu Reino aqui na
terra. Por isso, cantamos:
Pastor: Senhor! Intercedemos pelas pessoas que sofrem por solidão, por
abandono, por depressão. Ampara os enlutados, fortalece os
enfermos, dá alento aos desempregados e esperança aos idosos. Usanos,
ó Deus, como teus braços estendidos e tua mão acolhedora. Por
isso, cantamos:
(espaço para as intercessões da comunidade)
de Deus, às força do mal, pois a nossa esperança cristã está em Cristo e na
redenção da criação em Deus. Esta esperança traz consigo o desafio de
caminharmos juntos, em busca dos sinais de vida, do amor e do Reino de
Deus.
A fé cristã leva-nos a centrar nossa
preocupação na continuidade da vida, pois os
problemas que nos atingem são deste mundo e
não do além. Poderíamos pensar: “Mesmo que
soubéssemos que amanhã o mundo acabaria,
ainda hoje a nossa preocupação deveria ser com
os problemas deste mundo, como desemprego, saúde, educação, miséria,
falta de solidariedade e amor entre as pessoas”.
A preocupação e a prática cristã são com a vida e não com o fim desta.
Enquanto tivermos nossa atenção voltada para a vida, para o nosso
próximo, seremos pessoas preparadas a qualquer momento.
O conselho de Deus está em não desistirmos e desinteressarmos por
tudo e todos. É necessário que façamos a nossa parte, lembrando, sempre de
novo, que Jesus ordena: “Vigiai e Orai”, “Amai-vos uns aos outros”, e
“fiquem vigiando, pois o Filho do Homem chegará na hora em que vocês
não estiverem esperando.” (v.44)
O vigiar também é um convite à conversão. Cristo nos convida a
ficarmos em postura de sentinelas na promessa do Evangelho. É necessário
que “preparemos o caminho do Senhor”, começando com as nossas
próprias vidas, escolhas e posturas. Lutando incessantemente contra o
pecado, através da oração e do testemunho da Palavra, com implicâncias
práticas para a vida familiar, comunitária, social e política.
Assim, no Evangelho, Cristo, há dois mil anos atrás, chama também a
nossa atenção para a sua vinda gloriosa no fim dos tempos, quando virá
para julgar vivos e os mortos. Por isso, cabe à comunidade de fé viver e
anunciar, constantemente, a preparação desta promessa da vinda de Cristo,
como ressalta Paulo à comunidade de romanos:
“…chegou a hora de acordarem, pois o momento de sermos
salvos está mais perto agora do que quando começamos a
crer. A noite está terminando e o dia vem chegando.”
(Romanos 13.11).
Queremos meditar sobre o nascimento do teu filho entre nós.
Que o nosso lar, nossa família e nossa comunidade sirva de
abrigo para o Deus-menino. Dá que a tua palavra nos revigore e
nos conceda clareza na fé. Por teu imenso amor, clamamos por
um Reino de graça e triunfante neste mundo que sofre tantas
injustiças. Ilumine as nossas mentes para que possamos ajudar
na construção de uma vida familiar, comunitária e social mais
digna e engajada no teu ensinamento. Dá que sejamos sempre
fiéis aos teus ensinamentos. Isto te pedimos, por Jesus Cristo,
plenos de certeza que há de vir tua misericórdia infinita sobre
toda a tua criação. Amém.
(sentar)

Canto:

LITURGIA DA PALAVRA
1ª. Leitura: Isaías 2.1-5.
Canto:

2ª. Leitura: Romanos 13.11-14.
Canto de Aleluia:

Pregação: Mateus 24.37-44.
A graça, a paz e o amor da parte de Deus sejam com todos vocês. Amém.
Estamos no 1o Domingo de Advento. Advento é tempo de reflexão,
preparação e esperança. Nesta época, relembramos e anunciamos ao mundo
a encarnação do Verbo. Deus se fez carne. A manjedoura de Belém
anunciou e anuncia novas esperanças para a humanidade.
O Advento é o tempo de quatro semanas de preparação e de espera que
antecede o Natal. Na primeira semana, somos lembrados de que há um
movimento do céu para a terra. Está na hora de acordar para a vinda do
Senhor Jesus (Romanos 13.11-14). Na segunda semana, descobrimos que a
espera não é só festa. É necessário preparar-se para a vinda de Cristo. O
Senhor virá para julgar e salvar (Mateus 25.31-46). Na terceira semana,
somos alertados para a novidade de vida que virá. Embora ainda não
conheçamos totalmente a dimensão do que nos aguarda, trata-se de um
tesouro escondido, colocado por Deus em nossas mãos (Salmo 85.7-13),
cabendo-nos cuidar dele e partilhá-lo com nossos semelhantes. Na quarta
semana, a proximidade do Natal já permite sentir a grande alegria pelo
nascimento do Salvador (Filipenses 4.4-7). É importante que nesse tempo
aconteça a reflexão sobre Esperança, Perdão e Salvação.
Entretanto, no dia-a-dia, percebe-se que o Natal está perdendo o seu
significado nos lares e na vida comunitária. Nas últimas décadas tem-se
desvirtuado o significado cristão do Natal. Contribuem, nesse processo, não
somente a TV e outros meios de comunicação, como também certos
contextos comunitários, quando as prioridades destes estão somente em
festas e comemorações vazias em significados.

Leitura do texto da pregação: Mateus 24.36-44

Jesus fala do cotidiano: naquele dia dois homens estarão trabalhando na
fazenda: um será levado e o outro deixado. Duas mulheres estarão no
moinho moendo trigo - uma será levada e a outra deixada. Ou seja, a vida
segue o seu ritmo normal e é assim que Cristo vem.
Nosso Senhor fala neste texto de sua vinda, de sua volta, que está
ligada ao fim dos tempos. A comunidade primitiva vivia na esperança de
que a segunda volta de Cristo seria breve. Por essa razão, a vida
comunitária era marcada por certa impaciência nesta espera.
O evangelista mostra-se preocupado com a “impaciência” comunitária
em querer determinar, em tempo e espaço, a vinda de Cristo. Isto não cabia
à comunidade definir. Conforme Mateus, Jesus anuncia que, sobre a hora e
o dia em que ele voltará a este mundo, ninguém sabe, somente o Pai. Jesus
deixa claro que é impossível fazer previsões sobre sua volta. Mas ela
acontecerá! E acontecerá quando o povo menos esperar. Assim, para esta
vinda de Cristo, importa estarmos vigilantes.
Se soubéssemos o dia da vinda, nos prepararíamos apenas para aquele
momento. Assim como fazemos quando estamos esperando uma visita.
Limpamos a casa, preparamos algo especial para comer e assim por diante,
mas quando a visita vem sem avisar nos pega de surpresa.
Mas, o que significa estar vigilante?

Existe uma história que exemplifica muito bem o que significa ter uma
postura de vigilância:

Chico e Nélson gostavam muito de pescaria. Um dia foram pescar no
mar. Levaram redes, linhas, iscas, tarefas e tudo o que tinham para fazer
uma boa pescaria. Saíram à noite. Passaram horas pescando e nada
pegavam.
Na alta madrugada começou a dar peixe. Pegaram peixes de todos os
tipos e tamanhos. E, quando tinham até mais do que desejavam,
voltaram à praia. Eles decidiram que somente iriam limpar os peixes
pela manhã.
Cansados jogaram-se na areia e pegaram no sono. Pela manhã, quando
acordaram, cadê os peixes? A maré havia subido, levou o barco, as redes
e os peixes. Tristes, eles tiveram que voltar para suas casas sem peixes e
com um enorme prejuízo. Tudo porque se entregaram ao sono. Não
foram cuidados e vigilantes. Subestimaram o mar, que os havia pego de
surpresa.


Ao exemplo da história da pescaria, ser vigilante é estar preparado para
as surpresas da vontade de Deus. Deus é fiel às suas promessas: o Salvador
virá; daí a alegre expectativa que se vive neste tempo. Então, ao nos
perguntar sobre o fim dos tempos, precisamos depositar as nossas
esperanças de que não estamos diante de algo irreal, fictício, passado, mas
diante de uma realidade concreta e atual que há de vir sobre nós. A
esperança da Igreja é a esperança já realizada em Cristo, mas que só se
consumará definitivamente na volta do Cristo Jesus.
O elemento surpresa da ação de Deus é o que mais nos incomoda. Não
saber a hora de sua vinda nos incomoda, pois exige estar preparado todo
instante. Esta forma de Deus agir coloca-nos no compromisso; exige que
desçamos do muro, que vivamos atentos e comprometidos com a vontade
de Deus.
Lutero afirmou certa vez: “mesmo que soubesse que amanhã morreria,
ainda hoje plantaria uma macieira”. Precisamos estar vigilantes e
confiarmos em Deus, porque o mundo em que vivemos está em suas mãos.
Deus tem a última palavra, a última força, o poder supremo. Em Deus há
salvação. E Ele deseja dar-nos a salvação e não o juízo e a condenação.
Estar vigilante é contar e receber forças de Deus para enfrentar as
tentações e sofrimentos deste mundo. Quem vigia, não desanima. Quem
vigia, não desiste, não entrega os “pontos” e nem entrega este mundo, que é
Senhor nosso Deus, contrário a toda a inquietação e
intranquilidade do nosso tempo, tu fazes anunciar novamente
nesta época a mensagem do teu amor e da tua proximidade.
Que o nascimento e a vinda do teu Filho nos ensine o dom da
partilha. Que as nossas vidas sejam entregues a ti como
instrumento de construção e proclamação do seu Reino de Vida
eterna. Isto nós te pedimos na oração que o teu Filho nos
ensinou a orar: Pai Nosso.
(de pé)

C: Pai Nosso.
Gesto da Paz (onde houver): Que a paz nunca acabe no mundo e, que
pelas próprias mãos das pessoas, nós possamos sentir o calor da paz
que Cristo nos quer dar. Nosso Senhor, que disseste a seus discípulos,
eis que vos dou e minha paz e vos deixo a minha paz. Assim, como
comunidade, sejamos testemunha de sua vontade, saudemos os
nossos irmãos na paz de Cristo.

Canto da Paz:

LITURGIA DE ENCERRAMENTO

Avisos Comunitários:
Destino da Coleta: Apoio às comunidades necessitadas e criação de novas -
OGA.
(de pé)

Bênção: O Senhor, Deus todo-poderoso, vos abençoe e vos guarde; que Ele
desperte em vocês, através dessa comunhão, o verdadeiro sentido da
vigília e preparação natalina; que Ele vos concede a sua graça e tenha
misericórdia de vós: em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo
(+). Amém.

Envio: Louvai e bendizei ao Senhor, dai-lhe graças com grande humildade.
Ide em paz e anunciem as boas novas de Deus. Cristo nos vem para a
salvação de cada um de nós. Nesse sentido, sirvam-no para sempre e
com alegria. Amém.
(sentar)

Canto:

P. Ênio Fucks (Pancas) e P. Luciano R. Camuzi (Colatina)
avatar
crscapixaba-admin
Admin

Masculino Pontos : 1051
Reputação : 0
Data de nascimento* : 17/06/1986
Data de inscrição : 16/03/2011
Idade : 31
Residência* Residência* : Jaraguá do Sul - SC

http://cristaoluterano.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum