Cristão Luterano
Bem-vindo Visitante!

IMPORTANTE! LEIA!

Faça seu cadastro e tenha liberdade para ler todos os tópicos do fórum Cristão Luterano. Aproveite o cadastro para conhecer e aprender.

_________________________
crscapixaba-admin
ADMINISTRADOR





Leia as CONDIÇÕES E REGRAS do Fórum:


Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Jeremias 1.4-10
Ter Jan 29, 2013 5:23 pm por crscapixaba-admin

» Lucas 4.14-21
Ter Jan 29, 2013 5:15 pm por crscapixaba-admin

» 1 Coríntios 12.1-11
Ter Jan 29, 2013 5:12 pm por crscapixaba-admin

» Lucas 2.15-21
Ter Jan 29, 2013 4:58 pm por crscapixaba-admin

» Lucas 3.15-17, 21-22
Ter Jan 29, 2013 4:44 pm por crscapixaba-admin

» Sofonias 3.14-20
Sex Dez 14, 2012 9:26 am por crscapixaba-admin

» 1 Tessalonicenses 3.9-13
Qua Nov 28, 2012 9:32 am por crscapixaba-admin

» Marcos 13.1-8
Ter Nov 20, 2012 10:05 am por crscapixaba-admin

» 1 Reis 17.8-16
Sex Nov 09, 2012 4:02 pm por crscapixaba-admin

Tópicos mais ativos

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 16 em Sab Mar 30, 2013 10:02 am

Colossenses 3:1-4 - prédica para Páscoa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Colossenses 3:1-4 - prédica para Páscoa

Mensagem por crscapixaba-admin em Ter Abr 19, 2011 6:03 pm







Colossenses 3:1-4,
Martin Reusch und Huberto Kirchheim


Domingo da Páscoa, 23.03.2008

1.
No centro deste texto da carta do apóstolo Paulo à comunidade de Colossos, está o chamamento : Buscai as coisas do alto onde Cristo vive. E, logo em seguida, ele repete: Buscai (tenham interesse) as coisas do alto. Percebemos que se trata de algo muito importante para o apóstolo. Por duas vezes, uma em seguida à outra, acentua este seu chamado. Importa saber que o apóstolo ao dizer "Buscai as coisas do alto", refere-se a Cristo, "que está à direita de Deus" e ao "Cristo que é a nossa vida". O apóstolo não aponta para o alto como a um lugar distante no espaço. Em verdade ele aponta para aquilo, ou melhor, para Aquele que é o centro de nossa fé e de nossa vida cristã: Cristo, a nossa vida!
Buscar as coisas do alto, pensar nas coisas do alto, significa, portanto: Tenham interesse por Jesus Cristo, por sua mensagem. Buscar as coisas do alto, prezada comunidade, é a atitude de voltar-se a Cristo permanentemente. É aprender com ele o jeito de viver no mundo, neste nosso tempo. Certamente nós conhecemos pessoas que com humildade, mas com firmeza, buscam a Cristo. Pessoas que buscam a Cristo e sua Palavra e que se esforçam em levar esta mensagem de vida para as suas vidas e a dos outros. Graças a Deus, temos também nas nossas comunidades numerosas pessoas, cuja fé no Cristo ilumina seu testemunho fiel e seu serviço em amor.
Um excelente exemplo de alguém que sempre procurava o Cristo e sua Palavra e a vivia de uma forma comprometida, é Martin Luther King. Líder inconteste na luta pela dignidade das pessoas, lutava contra a discriminação, especialmente dos negros. Deixou-nos um discurso, que ficou famoso, intitulado: Eu tenho um sonho. Cito apenas algumas sentenças deste longo, dramático e emocionado discurso: "Meus amigos... eu tenho um sonho... de que nós celebraremos estas verdades e elas serão claras para todos, que os homens são criados iguais... Eu tenho um sonho de que um dia, até mesmo o nosso estado... será transformado em um oásis de liberdade e de justiça. Eu tenho um sonho que um dia... os lugares tortuosos serão endireitados e a glória do Senhor será revelada e toda a criatura estará junta. Esta é a nossa esperança... com a fé poderemos cortar na montanha do desespero uma pedra da esperança."
2.
Na cristandade, em todo o mundo, celebra-se nestes dias a páscoa. A cruz e a ressurreição de Cristo estão no centro da pregação. São estes os fatos que celebramos. A Igreja celebra nestes dias Aquele e tudo aquilo que é o fundamento de sua vida e missão. Sim, a Igreja celebra nestes dias Aquele e tudo aquilo que pertence à nossa fé e à vida cristã. Já o apóstolo Paulo, na carta aos coríntios, lembrava que, "se Cristo não ressuscitou é vã a nossa pregação, é vã, a vossa fé; e somos tidos por falsas testemunhas de Deus..." Deus por sua infinita misericórdia e bondade fez isto acontecer.
É essencial para a vida da Igreja e de cada um e de cada uma de nós que busquemos, pois "as coisas do alto". Isto é, que busquemos o Cristo ressuscitado e a sua mensagem para nós hoje. Cristo nos convida para conhecer a ele e sua Palavra e para firmarmos, renovadamente, nossa amizade com ele. A cristandade, desde os primeiros anos, celebrava a ressurreição, como a grande festa da vida. Em verdade, as primeiras comunidades cristãs, celebravam em cada domingo a páscoa. Sim, em cada domingo, na reunião da comunidade, celebravam-se a vida, a fé e a esperança, fundamentadas na novidade do Cristo vivo. A cada domingo buscavam-se força e orientações para a vida e o testemunho no Cristo que vencera todas as barreiras, inclusive a morte, fazendo de nós pessoas livres.
Ele vive, ele ressuscitou verdadeiramente, eram essas as palavras que se proclamava de viva voz no culto da comunidade. Ele vive! Ele de fato ressuscitou! Ele está conosco! Ele nos concede a sua graça! Ele oferece a oportunidade de termos vida com sentido! No horizonte de nossa vida e de nossa existência a páscoa afirma a esperança da realização plena da vontade de Cristo e do seu querer, em tempo oportuno. No livro do Apocalipse lemos a esse respeito: "Vi novo céu e nova terra... Eles serão povo de Deus, e Deus mesmo estará com eles. E lhes enxugará dos olhos toda a lágrima, e a morte não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor."
É deveras importante que neste dia da páscoa e em todos os dias de nossa vida, nossa atenção e cuidado estejam voltados para esta alegre notícia, para este Evangelho. É bom que possamos ter um momento celebrativo, assim como hoje. É bom darmo-nos conta do significado desta doação inteira de Deus em nosso favor. E assim queremos celebrar a vitória plena do Cristo, a vitória da vida sobre a morte, constante na mensagem da páscoa. Para o apóstolo Paulo tudo se decidiu neste momento. Está feito! Não precisamos acrescentar mais nada. A páscoa é um presente, um dom, uma dádiva! Ela é o sinal da grande misericórdia de Deus em Cristo. A comunidade cristã vive a partir deste fato central para a fé, quando se reúne em culto, agradece a Deus e dá glória a Ele, cantando: "Glória, glória, glória a Deus nas alturas. Glória, glória, Paz entre nós, Paz entre nós".
3
Para o apóstolo Paulo o acontecimento milagroso da Páscoa era central e fundamental para a fé, para o discipulado e à missão. Por isso faz um chamamento à comunidade: Buscai a Cristo que está à direita de Deus e que é a nossa vida. O mesmo chamado ele também estende às outras comunidades cristãs na época. O mesmo chamado e convite a Palavra da Escritura estende também a nós hoje! O que o apóstolo deseja é que impere na vida das pessoas, como também nas suas relações pessoais e sociais, o propósito de vida com sentido, anunciado, concedido e vivido pelo próprio Cristo.
Paulo conhecia a situação da igreja em Colossos. Antigas crenças eram vividas por membros das comunidades. Estilos de vida e culturas diferentes dificultavam a adesão inteira à fé cristã. Com tudo isto criara-se uma grande inquietude na convivência comunitária. Nas nossas comunidades, muitas vezes, vivemos também inquietações, tensões e até conflitos que dificultam uma convivência fraterna e que amornam, esfriam, nosso testemunho e nosso agir. Paulo indica a maneira de como lidar com esta situação: Buscai a Cristo! Dêem importância a Cristo! Ele sabia que isto é que inspiraria e orientaria a comunidade na situação de crise, como também em todas as outras situações na convivência comunitária. O que isto pode significar no concreto, o apóstolo escreve na continuidade desta carta aos colossenses, de uma forma magistral. Assim ele chama a atenção da comunidade depois de lhes ter encarecido que busquem a Cristo, dizendo : Não esqueçam: vocês são povo de Deus, coloquem-se no seguimento a ele. Lembrem-se sempre de que ele os amou. Por isso tenham também vocês amor uns pelos outros.
Olhar para Cristo é como vestir uma nova vestimenta. E esta vestimenta são a misericórdia, a bondade, a humildade, a delicadeza, a paciência. Quem colocar a sua confiança em Cristo com disposição suportará um ao outro e se disporá a perdoar. Agradeçam a Deus! Quem olha para o Cristo e o busca, vai querer ter a mensagem de Cristo, com toda a sua riqueza, em seu coração. Quem conhece a Cristo e sua palavra vai celebrar isto na reunião da comunidade com alegria e esperança e tudo que disser ou falar, ele o fará em nome do Senhor.
4:
Vocês, estimada comunidade, são pessoas que buscam e se interessam pelo Cristo ressurreto. É por este motivo que estamos aqui e celebramos a Páscoa. Graças a Deus temos nas comunidades a vocês e tantos outros/as que buscam diligentemente a Cristo e sua mensagem para as suas vidas e para a vivência em comunidade. Cada atitude, cada testemunho, cada serviço, inspirados na vontade e no propósito do Cristo, será uma força, mesmo que imperceptível, na direção de uma nova realidade da justiça, da solidariedade, da dignidade, da paz entre as pessoas e os povos. Este olhar para Cristo faz muita diferença! Toda esta nossa reflexão sobre o Cristo vivo toma significado de forma excelente na páscoa, Não é por nada, como já dissemos, que as comunidades cristãs nos primeiros tempos, celebravam a cada domingo esta novidade. Ela transformara as suas vidas e se constituíra em algo fundamental para a convivência na comunidade e para sua vida de cidadãos e cidadãs.
Queremos voltar, por isso, àquela saudação pascal que era proferida nos cultos das primeiras comunidades cristãs. Quando elas se reuniam, ao raiar do dia da páscoa, o celebrante clamava em alta voz: "Cristo ressuscitou!" E todos respondiam de viva voz: "Ele realmente ressuscitou!" Convidamos vocês a responder também à nossa proclamação que Cristo ressuscitou, com as palavras: "Ele realmente ressuscitou." Celebrante e comunidade complementam-se nesta confissão: "Cristo ressuscitou!" "Ele realmente ressuscitou!" A lembrança renovada da mensagem da páscoa foi e é para cristãos e cristãs, em todos os tempos, portanto também para nós hoje, um recuperar do centro da fé. É a mensagem que expressa o conteúdo de nossas convicções e do nosso credo. São palavras que, tanto na alegria como na adversidade, nos carregam e nos enchem de força e esperança.
Para afirmar isto também para as nossas vidas e a vida das comunidades e da Igreja hoje, vamos saudar-nos mutuamente. No contato com as pessoas que estão próximas a nós e ao cumprimentá-las e abraçá-las, digamos uns aos outros: Cristo ressuscitou! Cristo vive ! Cristo te abençoe.
Amém






Pastor Martin Reusch und Huberto Kirchheim
Santa Cruz do Sul e Lajeado, RS, Brasilien
E-Mail: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

avatar
crscapixaba-admin
Admin

Masculino Pontos : 1051
Reputação : 0
Data de nascimento* : 17/06/1986
Data de inscrição : 16/03/2011
Idade : 31
Residência* Residência* : Jaraguá do Sul - SC

http://cristaoluterano.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum